Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

A FILOSOFIA DO ABSURDO DE ALBERT CAMUS E A ATUAL CRISE DO SENTIDO DA VIDA HUMANA

O presente trabalho de conclusão de curso, intitulado A filosofia do absurdo de Albert Camus e a atual crise do sentido da vida humana, coloca-se como um modo reflexivo de analisar a temática a respeito do sentido da vida humana. Fazendo uso do pensamento do filósofo argelino Albert Camus, buscar-se-á propor um modo diferente de se analisar as questões referentes ao sentido da vida – se há ou não um sentido e por que o ser humano frequentemente se encontra confrontado entre aquilo que ele procura saber/entender do mundo e a resposta silenciosa que o universo oferece, o que para Camus é designado de absurdo. Também tratar-se-á sobre a problemática do suicídio, tema tão pertinente para a contemporaneidade e, por fim, apresentarse-á o conceito camusiano de felicidade como uma forma de superar os desafios e as absurdidades da vida humana. Toda a construção do trabalho buscará atingir uma nova perspectiva de se analisar e valorizar a vida humana, apresentando que a mesma deve ser sempre vivida em sua inteireza.


GUILHERME SANTOS NOGUEIRA


Confira, no link abaixo, o trabalho de pesquisa na íntegra!

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - A FILO
.
Download • 696KB