Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

Nossa Senhora de Lourdes

Caríssimos irmãos e irmãs,

Hoje, celebramos a memória de Nossa Senhora de Lourdes. Sua aparição se deu a uma jovem camponesa chamada Bernadete, no ano de 1858, na cidade de Lourdes, na França.

A Virgem Maria através dessa aparição a Bernadete nos exorta à oração e a penitência.

No evangelho de São Marcos 7,24-30 nos mostra a figura da mulher cananeia, que suplica a Jesus a libertação da sua filha, de um espírito impuro.

No evangelho de João 2,1-11, lido em algumas festas de Nossa Senhora, nos mostra também que Maria súplica a Jesus intercessão nas Bodas de Caná.

Celebrando hoje a memória da Virgem de Lourdes, percebemos mais uma vez a prece direcionada ao povo de Deus, a conversão e a oração, para que sejamos uma humanidade mais justa e solidária no caminho de Jesus.

Maria como sinal de esperança e consolação nos revela em suas aparições o convite para convertermos “FAZEI TUDO O QUE ELE VOS DISSER” Jo2,5, para que como peregrinos nesse mundo, possamos nos realizar completamente e libertos do espírito da indiferença, que muitas vezes nos assombra e paralisa-nos na vivência do projeto do reino de Deus.

A mensagem de Lourdes anunciada através das suas aparições, nos apresenta Maria como a Imaculada Conceição, aquela que é pura do pecado, sem mancha alguma e nos convida a uma conversão diária na busca de uma vida de oração e de penitência.

Maria que se faz próxima dos humildes e pecadores vem mostrar o seu grandioso Filho Jesus, que está sempre presente ao lado dos mais necessitados, uma libertação espiritual e moral de todos os males causados pelo pecado.

Como discípulos e missionários da palavra de Deus, com Maria queremos dizer: “EIS AQUI A SERVA DO SENHOR, FAÇA-SE EM MIM SEGUNDO A TUA PALAVRA” Lc1,38, para que um novo céu e uma nova terra se cumpra através da nossa comunidade.

Maria, nossa companheira de caminhada, que com o título a Virgem de Lourdes, concedei-nos a graça de vivermos firmes na oração!

Em penitência e caridade, convertamos o nosso coração para fazer a vontade do Vosso Filho, que nos chama a ser sal da terra e luz do mundo.

Por onde passarmos, sejamos um sinal de justiça e paz! Amém.

Matheus Azevedo Gonçalves - 1º Ano da Etapa do Discipulado - Filosofia