Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

São Gregório: Magno em humildade e sabedoria

Deus sempre capacita aqueles que Ele mesmo, por infinita bondade, chama para servi-Lo. E, hoje, celebramos a memória desse santo que recebeu a plenitude do sacerdócio e que mostrou que a melhor maneira de servir a Deus é sendo extremamente apaixonado por Ele, perseverando na confiança de que Deus em seu infinito amor nunca nos abandona.

São Gregório nasceu no ano 540, em uma família abastada e muito religiosa. Foi papa entre os anos 590 a 604. Sua primeira educação religiosa e formação cultural foram ministradas por Sílvia, sua mãe, e Tarsila e Emiliana, suas tias paternas. Dessas três santas mulheres saíram grandes exemplos de piedade, caridade, justiça e lições de vida que Gregório nunca esqueceu.

Desse modo, sua vocação surgiu ainda na infância, podendo ser dito, então, que desde de jovenzinho ele havia compreendido que carregamos o valioso tesouro da fé, mesmo que por vezes em potes de barro. Ou seja, Gregório compreendeu que mesmo com as suas fraquezas, pois gozava de uma saúde frágil desde a infância, ele deveria manter-se vigilante e fiel ao Senhor, para que a sua vida brilhasse apontando o caminho para Deus.

E como brilhou a vida de Gregório! Tanto que depois ele viria a ser chamado carinhosamente de Gregório Magno, ou seja, o maior papa em sabedoria e humildade, características que o fizeram com que se tornasse muito amado por todos, especialmente pelos mais simples, que já chegavam a aclamá-lo santo em seu funeral no ano de 604.

Que possamos manter-nos sempre mais fiéis e vigilantes, para que permaneçamos constantemente na presença de Deus que tanto nos ama e que nos presenteia distribuindo abundantemente os seus dons para que, assim como São Gregório Magno, possamos brilhar magnanimamente a Sua infinita bondade ao mundo.


Adielson Martins - 3ºano da etapa do discipulado - filosofia