Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

Santa Rita de Cássia

Rita nasceu em 1381 e foi batizada com o nome de Margarida. Desde sempre carregava em seu coração o sonho de se consagrar a vida religiosa, entretanto, em detrimento dos costumes de seu tempo foi prometida em casamento quando estava com 16 anos.

Rita vivia uma vida simples e virtuosa ao lado do marido, tivera 2 filhos com ele. o marido Sua existência de esposa e mãe foi abalada pelo assassinato do marido, vítima do ódio entre facções. Rita seguiu firme nos propósitos do evangelho e conseguiu perdoar aqueles que á causaram dor, porem nos filhos permanecia o sentimento de vingar a morte do pai. Num ato de imenso amor, Rita suplicava aos céus a morte dos filhos para que esses não viessem cometer um grave pecado. Estes, morreram jovens vítimas de doenças naturais.

Viúva e sem os filhos, Rita perseguiu seu grande sonho der ser religiosa, tentou ingressar no convento Agostiniano de Cássia, mais foi recusada e sua primeira tentativa. No entanto, ela não desistiu e manteve-se em oração, pedindo a intercessão de seus três santos patronos – São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolas de Tolentino – e milagrosamente foi aceita no convento no ano de 1441.

Rita viveu resguardada pela a humilhação que sofria devido a um estigma que recebeu na testa, este cheirava mal e incomodava as pessoas que vivam a sua volta. Seu refúgio era Jesus Cristo. A santa viveu os impossíveis de sua vida se refugiando no Senhor. Morreu no ano de 1457 com 76 anos, após uma dura enfermidade que a fez padecer por quatro anos. Hoje ela intercede pelos impossíveis de nossa vida, pois é conhecida como a “Santa dos Impossíveis”.


Santa Rita de Cássia, rogai por nós!


Seminarista Rogerio Damaceno (Comunidade Propedêutica)