Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

Santo Ambrósio, Bispo e Doutor da Igreja

Atualizado: 8 de dez. de 2021

“Aquilo que o amor faz, o medo jamais poderá realizá-lo”. Santo Ambrósio Nasceu em Tréveris, atual Alemanha, cerca do ano 340, e morreu em Milão a 4 de abril de 397, ao amanhecer de Sábado Santo. É Doutor da Igreja e padroeiro dos apicultores. Tinha escolhido a carreira de magistrado, seguindo os passos do pai, prefeito romano da Gália, e aos 30 anos encontrava-se já como cônsul de Milão, cidade que era então capital do império. No dia 7 de dezembro de 374, em que católicos e arianos disputavam o direito de nomear o novo bispo, cabia a ele garantir a ordem pública na cidade e impedir que se desencadeassem tumultos.

Ele seguiu os passos de seu pai, o governador da Gália no Império Romano, e escolheu a profissão de magistrado. Aos 30 anos, já era cônsul de Milão, que era a capital do império na época. Em 7 de dezembro de 374, quando católicos e arianos disputaram o direito de nomear um novo bispo, ele foi responsável por garantir a ordem pública na cidade e impedir que ocorressem distúrbios. Quando ele falou à multidão de forma tão sábia e autoritária, algo imprevisível aconteceu; alguém gritou: “Bispo Ambrósio!”. Quando ele entendeu que esta também era a vontade de Deus que queria que ele o servisse, ele sucumbiu ao clamor. Ele começou a distribuir seus pertences entre os pobres e se dedicou a estudar sistematicamente a Bíblia. Aprendeu a pregar, tornou-se um dos oradores mais famosos de seu tempo e conseguiu confundir até um intelectual elegante como Agostinho, que se converteu a ele por causa dele.

A igreja de Milão foi promovida por Ambrósio no campo da liturgia e da música, ela ainda se mantém até hoje. Ele tem uma relação próxima com o imperador, mas pode resistir quando necessário, lembrando a todos que "o imperador está na igreja, não acima da igreja". Quando soube que Teotônio, o Grande, ordenara a violenta e injusta supressão de Tessalônica, não teve medo de exigir expiação pública do monarca. Disseram que no final de sua vida, ele disse francamente: “Não tenho medo da morte, porque temos um bom Senhor.” Ele deixou para sua igreja um rico tesouro de doutrina, especialmente nas áreas da vida moral e social.

Rezemos pedindo a intercessão deste admirável Santo e Doutor da Santa Mãe Igreja:

Ó Deus, que fizestes o bispo Santo Ambrósio doutor da fé católica e exemplo de intrépido pastor, despertai na vossa Igreja homens segundo o vosso coração, que a governem com força e sabedoria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Rafael Fernando - 2º ano da etapa do discipulado - filosofia