Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

Solenidade de São Pedro e São Paulo



Amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, hoje a Santa Igreja celebra a solenidade de dois grandes santos, São Pedro e São Paulo, colunas da Igreja. Estes grandes santos da Igreja certamente são os precursores do anúncio do Evangelho aos primeiros cristãos. Ambos sofreram o martírio marcado pelo o cumprimento da fé até as últimas consequências. Podemos dizer que estes dois santos são os últimos dois anéis de uma corrente que nos une ao próprio Cristo. De certa maneira, nossa comunhão com Jesus passa através deles. São Pedro e São Paulo, dois estilos diferentes para uma mesma vocação missionária.

O Evangelho proposto para liturgia de hoje se encontra em São Mateus 16, 13-19. Neste Evangelho Jesus pergunta aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” (Mt 16, 13). Há inúmeros cenários possíveis e inúmeras respostas que poderiam surgir a este questionamento. Muitos ainda aguardavam pela vinda do Messias, anunciado por tantos profetas. Em razão disto, muitos acreditavam que Jesus poderia ser apenas mais um profeta, como Elias ou Jeremias. Entretanto, Jesus dirige a pergunta aos discípulos mais uma vez: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16, 15). O apóstolo Pedro, sem hesitar, toma a palavra e diz: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo” (Mt 16, 16). A resposta do apóstolo Pedro nasce da experiência concreta com o Cristo, o Messias.

Hoje a pergunta de Jesus é dirigida a todos nós, “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16, 15). Jesus dirige esta pergunta para cada um, de forma particular. Por muitas vezes temos o risco de tentar responder a esta pergunta de uma maneira muito vaga, repleta de “achismos”. O Cristo espera uma resposta concreta e real de cada um. Esta resposta deve ser a partir do verdadeiro encontro com Jesus. Não é possível seguir a Jesus sem conhecê-Lo, sem ter um encontro pessoal com Ele.

Neste domingo, a exemplo de São Pedro e São Paulo, somos convidados a seguir a Cristo mais de perto. Cada cristão, através do batismo recebido, é impelido a evangelizar. Em virtude deste batismo, cada membro do povo de Deus é considerado discípulo missionário. Devemos ser fiéis a missão confiada a cada cristão batizado. Que a partir do encontro verdadeiro com o Cristo possamos responder verdadeiramente quem Ele é, e assim levar esta resposta a tantos irmãos que ainda não tiveram a oportunidade deste encontro verdadeiro com o Messias.


São Pedro e São Paulo, rogai por nós!


Elias de Souza Flauzino – 1º ano da Comunidade Configurativa (Teológica)


Arte: San Pedro e San Pablo - El Greco (1590-1600)