Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

10º Aniversário Episcopal de Dom Pedro Cunha Cruz

Hoje dia 05 de fevereiro, nossa diocese da Campanha encontra-se em júbilo pelo 10º Aniversário Episcopal do nosso então Bispo Diocesano Dom Pedro Cunha Cruz.

Dom Pedro Cunha Cruz nasceu na cidade do Rio de Janeiro, aos 16 de junho de 1964. De 1987 a 1990 fez seus estudos de Filosofia na Universidade Estadual do Rio de Janeiro e a faculdade de Teologia na PUC-Rio, entre os anos de 1986 a 1989. Aos 4 de agosto de 1990 recebeu a ordenação sacerdotal. No mesmo ano foi vigário paroquial da Paróquia Cristo Operário e Santo Cura d'Ars. No ano seguinte foi pároco da Paróquia São Francisco de Assis. De 1991 a 1993 foi Diretor dos Estudantes no Seminário São José. Em Roma, obteve o Mestrado em Teologia Moral na Pontifícia Universidade Gregoriana e o Doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Santa Cruz, de 1993 a 1996.

Foi pároco da Paróquia Santa Teresa de Jesus; em 1998 foi pároco da paróquia Santa Rita de Cássia; ainda foi professor de Filosofia na PUC-Rio e diretor da Faculdade Eclesiástica de Filosofia João Paulo II na Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Aos 24 de novembro de 2010 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo-auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião,no Rio de Janeiro.Na Arquidiocese do Rio de Janeiro foi vigário geral; animador do Vicariato Episcopal Leopoldina e Urbano, Iniciação Cristã e Catequese; Escola de Fé e Política; Liturgia; Música Sacra; Arte Sacra; Pastorais Sociais; Curso de Doutrina Social da Igreja; Pastoral Vocacional; Seminário Arquidiocesano; Comissão de Ordem e Ministérios; Professor do Seminário São José e da PUC-Rio.

No dia 20 de maio de 2015, foi nomeado pelo Papa Francisco como bispo-coadjutor da diocese da Campanha. Em 25 de novembro de 2015, recebeu a nomeação para ser bispo diocesano da mesma.

Nesta data tão especial recordamos a fala do Papa Francisco aos bispos malgaxes, no dia 07 de setembro de 2019, exortando-nos: “Como o Semeador, nós, bispos, somos chamados a lançar as sementes da fé e da esperança nesta terra. Para isso, devemos desenvolver este ‘olfato’ que nos permite conhecer melhor e também descobrir o que compromete, dificulta ou arruína a sementeira”.

Desse modo, agradecemos pelo seu contínuo esforço, zelo e dedicação e principalmente, por ser esse Pastor fiel e Pai espiritual que conduz amorosamente os passos de seus diocesanos, rebanho que lhe fora confiado, para a construção de uma comunidade unida na fé, na esperança e na caridade, sendo sempre semeador de fé e de esperança no seio de nossa diocese.

Portanto, louvamos e agradecemos a Deus por tão grande Graça de tê-lo como Pastor. Pedimos em nossas humildes orações a poderosa intercessão da Santíssima Virgem Maria, a Senhora das Dores para conceder-lhe serenidade e sabedoria em sua missão como nosso Bispo Diocesano.


José Ander Divino de Oliveira

1º Ano da Etapa do Discipulado - Filosofia