Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

Instituição dos seminaristas da Etapa Configurativa como Leitores e Acólitos

“Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos” (Sl 15,5)


Na noite da última quinta-feira, 20 de maio, na Paróquia Cristo Bom Pastor, na cidade de Elói Mendes – MG, foi celebrada a Santa Missa com o Rito de Instituição de Leitores e Acólitos dos seminaristas do segundo, terceiro e quarto anos da Etapa Configurativa (Teologia) da Comunidade Teológica Senhora do Carmo, Diocese da Campanha – MG.

A Santa Missa presidida por Sua Excelência Reverendíssima Dom Pedro Cunha Cruz, Bispo Diocesano da Campanha, foi realizada com a participação de uma pequena parcela do povo de Deus que se encontra nesta paróquia aconchegante. Também estiveram presentes os Diáconos Marcus Vinicius Tertuliano Ribeiro (Campanha – MG) e Flávio Henrique (Varginha – MG) que auxiliaram o senhor Bispo, bem como os Reverendíssimos padres: Padre Mário da Silva Quirino Rabelo, pároco da Paróquia Cristo, Bom Pastor, de Elói Mendes – MG; Pe. Leandro Gomes Portugal, vigário paroquial da Paróquia Divino Espírito Santo, de Elói Mendes – MG; e Padre Ivan de Souza Carvalho, reitor da Comunidade Teológica Senhora do Carmo e administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Carmo de Carmo da Cachoeira – MG.

Após a homilia feita por Dom Pedro, foram instituídos como leitores os seminaristas: Gabriel Henrique da Silva, Guilherme Augusto Portugal e Tobias de Oliveira Coelho, todos do segundo ano da etapa configurativa. Foram instituídos como acólitos os seminaristas: Maycon Lucas dos Santos, do terceiro ano; Bruno Augusto Morais Xavier, Rafael Sebastião da Silva e Sandro Araújo, do quarto ano.

Uma noite memorável para a Igreja campanhense que confia a estes jovens a missão de pregar e viver a Palavra de Deus e também de servir ao altar e ao próximo. Embora os tempos sejam difíceis em vista deste “deserto”, viveu-se com intensidade e espiritualidade este momento de assumir estes ministérios e vivê-los pregando ao mundo “que não nos roubem a esperança”.

A todos os que acompanharam a celebração pelas mídias sociais das várias paróquias da Diocese da Campanha e pela página do nosso Seminário Diocesano, agradecemos por estarem em oração conosco. Também deixamos nossos agradecimentos à comunidade paroquial da Paróquia Cristo, Bom Pastor: na pessoa de seu pároco, Pe. Mário, nosso sincero agradecimento e acolhida tão generosa e afetuosa. Neste agradecimento colocamos também os acólitos extraordinários que ajudaram de maneira impecável na celebração eucarística e os membros da Pastoral da Acolhida; também aos cantores que, além de cuidar do bem-estar dos fiéis em relação à saúde e ao distanciamento, nos enriqueceram com músicas que nos inspiraram, ainda mais, a viver bem estes ministérios conferidos.

Pedimos a Maria, Senhora das Dores, que interceda a Cristo por todos vocês e pedimos que todos rezem sempre pelas vocações sacerdotais, religiosas, leigas e matrimoniais. Que o Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote, Bom Pastor, nos guie nesta caminhada de fé, de amor e de vocação.

Deus lhes pague por partilharem conosco deste momento.



Bruno Augusto Morais Xavier

Quarto ano da Etapa da Configuração (Teologia)