Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

MEMÓRIA DE SANTO ANDRÉ KIM TAEGÓN, PRESBÍTERO E PAULO CHÓNG HASANG, E SEUS COMPANHEIROS, MÁRTIRES

Celebramos hoje a memória de Santo André Kim Taegón e seus companheiros que se doaram para que a expansão da fé cristã nas terras da Coréia acontecesse. A história começa no século XVII, quando um grupo de coreanos clamavam por sacerdotes; ouvindo o clamor do povo, André, já ordenado diácono, entrou nas terras da Coréia para fazer um trabalho de evangelização com o povo, para que assim pudesse facilitar a entrada de outros missionários naquelas terras.

Em um curto período de tempo, a comunidade desenvolveu milhares de fiéis. No entanto, eles começaram a sofrer a perseguição de poderosos inimigos da liberdade, justiça e fraternidade. Para acabarem com o Cristianismo, eles mataram seus seguidores.

Neste sentido, a liturgia de hoje nos ajuda a rezar implorando que, pelo exemplo e intercessão desses santos possamos perseverar até a morte na luta para o anuncio do Evangelho. O evangelho proposto para hoje de Lucas 8, 16-18 nos fala sobre a função da lâmpada. Ela existe para iluminar, e ninguém que acende a lâmpada a cobre com um recipiente, porque ela não tem sentido, ou seja, perde a sua função, ou seja, iluminar a todos para que possam vê-la. Ser leve significa ser um modelo e ser um modelo. Isso significa fazer coisas que ajudam os outros, beneficiam a vida e indicam o caminho da Verdade.

É como a parábola do semeador: as sementes que caíram à beira do caminho, entre as pedras ou espinhos se perderam. Porém as que caíram na terra boa germinaram e deram frutos. Assim é o nosso coração, um terreno que recebe a Palavra. Se nele não existir luz, a semente poderá até germinar, mas ficará sufocada pela escuridão e se perderá. Porém, se houver luz, ele crescerá e se multiplicará e resultará nos tesouros que partilharemos para a construção de um mundo melhor.

Com essas motivações, do exemplo de Santo André e seus companheiros e também da leitura do evangelho de São Lucas somos convocados a escutar a Palavra de Deus para que assim possamos anunciá-la a todos os povos até as últimas consequências.

Guilherme Costa Ribeiro

2º ano da Etapa do Discipulado – Filosofia