Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

SÃO LOURENÇO MÁRTIR, UM EXEMPLO DE DIACONIA CRISTÃ

“Se eu, Senhor e Mestre, lavei os vossos pés, também deveis lavar os pés uns dos outros. Pois eu vos dei exemplo, para que façais também o mesmo”. (Jo 13.14-15). Lourenço é um espanhol, nascido em Huesca, foi um diácono de bom espírito que serviu a Deus na igreja romana em meados do século III. Era o primeiro dos sete diáconos a serviço da Igreja de Roma. Devia ter uma boa formação acadêmica, pois, seu cargo era de muita responsabilidade e importância. Depois do Papa Xisto II, era o responsável pela Igreja. Ele era o assistente do Papa nas celebrações e na distribuição da Eucaristia. O jovem diácono exerceu seu ministério em um período de pluralidade social, as perseguições aos seguidores de Jesus Cristo, estava em seu apogeu.

Servir, doar, amar, são verbos que São Lourenço soube por em prática em sua vida, nas situações de pobreza, violência e morte. Perante a perseguição do então Imperador Valeriano, o prefeito de sua região pediu a São Lourenço os tesouros da igreja da qual ele pertencia. O Santo diácono questionou sobre um possível prazo para conseguir reunir todos os tesouros da igreja, o pedido foi aceito pelo prefeito. Quando o prazo terminou, Lourenço chegou diante das autoridades juntamente com os órfãos, cegos, coxos, viúvas e velhos, e com humor disse: "Esses são os nossos tesouros, eles nunca vão diminuir, podem ser vistos em todos os lugares."

O prefeito se sentiu enganado e levou o diácono Lourenço a várias torturas, até que ele foi colocado em um braseiro em chamas; Lourenço, que foi martirizado em 258, não parou de interceder por todos. Mesmo assim, ele ainda encontrou o força provindas do Espírito Santo e no auge do sofrimento, ele disse: "Vire-se, eu assei deste lado." A Igreja Católica Apostólica Roma, honrou o santo espanhol, e sua reverência e respeito eram os mesmos da comemoração de seus primeiros apóstolos. Depois de São Pedro e São Paulo, o dia de São Lourenço é o maior na liturgia romana antiga. O que foi Santo Estevão em Jerusalém, é São Lourenço em Roma.


Rafael Fernando Figueiredo - 2º ano da Etapa do Discipulado - Filosofia


ORAÇÃO

Onipotente Deus, que ao vosso bem aventurado mártir São Lourenço destes forças para triunfar nos tormentos, concedei-me que se extingam em mim as chamas do pecado. E que eu tenha coragem para dar testemunho da minha fé com a vida. Por Cristo Nosso Senhor.

Amém! São Lourenço Mártir, rogai a Deus por nós!


REFERÊNCIAS


ENGEN, Charles van. Povo missionário, povo de Deus. São Paulo: Vida Nova, 1996.