Buscar
  • Seminário Nossa Senhora das Dores

TERESINHA DO MENINO JESUS – A SANTA DAS ROSAS

Teresa de Lisieux nasceu na França, em 2 de janeiro de 1873, filha de Louis Matim, um relojoeiro e joalheiro e ZélieGuérin, uma bordadeira. Entretanto, aos quatro anos a pequena criança perdeu sua mãe, por isso aproximou-se de sua irmã mais velha, chamada Paulina. Despontando como uma rosa no jardim da santidade, a jovem sempre se deparou com enfermidades, através das quais a Santa experimentou a misericórdia de Deus.

Aos 14 anos, a jovem conseguiu autorização do Papa Leão XIII para entrar no Carmelo antes da idade mínima, uma vez que o desejo de fazer uma experiência mais profunda com o Crucificado ardia em seu coração. Em 1888 a Santa entrou para o Carmelo e adotou o nome de Teresa do Menino Jesus, realizando sua profissão religiosa em 1890, quando acrescentou ao seu nome: “Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face.”

Teresa sempre teve uma espiritualidade marcada pela humildade, simplicidade e total confiança em Deus, abandonando-se totalmente à Sua vontade. O exercício da oração contemplativa e das práticas espirituais, fizeram Teresinha exclamar: “Minha vocação é o amor!”. O amor da jovem carmelita, que se configurava na total entrega ao Senhor, fomentava uma profunda vida de oração, intercedendo pela missão e pelo anúncio do Evangelho que acontecia fora dos muros do Carmelo. Por isso, Santa Teresinha é proclamada de padroeira das missões, pois a missionareidade, para a ela, não é entendida como questão geográfica, mas como questão de amor.

A “Santa das Rosas” cultivou uma grande intimidade com Deus, que inspira os cristãos a viverem um itinerário marcado pelo compromisso com o próximo, renunciando o egoísmo e defendendo a vida humana. Teresinha não viveu uma espiritualidade desencarnada da realidade, mas colocou os preceitos evangélicos do amor na sua vida diária, demonstrando nas suas atitudes a figura do Cristo. A serenidade e a confiança da jovem fizeram com que ela se sentisse segura ao devolver sua vida ao Senhor, ao falecer com apenas 24 anos, após lutar contra a tuberculose durante 3 anos. Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face foi beatificada em abril de 1923 e canonizada em 17 de maio de 1925, pelo Papa Pio XI. Que Santa Teresinha interceda por nós!


Miguel Soares dos Reis

2º Ano da Etapa do Discipulado